Já ouviu falar na síndrome da visão computacional? – Saiba o que é e como evitar

Se você usa um computador com frequência, há uma boa chance de ter a síndrome da visão computacional. Este é um tipo de cansaço visual causado pelo uso prolongado de telas digitais. Entre outros sintomas, a síndrome da visão computacional pode causar:

  • fadiga ocular
  • olhos secos
  • dores de cabeça

A síndrome da visão computacional não significa que você precisa desistir completamente do seu tempo de tela, no entanto. A maneira como você vê uma tela digital pode fazer uma grande diferença.

O que é a síndrome da visão computacional?

Também conhecida como fadiga ocular digital ou fadiga ocular computacional, é uma condição que pode causar problemas específicos de visão e ocular, como:

  • cansaço visual
  • fadiga ocular
  • dor de cabeça
  • visão embaçada
  • visão dupla
  • olhos secos
  • olhos com coceira, vermelhos e lacrimejantes
  • dor de pescoço
  • dor no ombro

É causado pelo foco em uma tela digital por um longo tempo. Quando você olha para uma tela digital, seus olhos precisam trabalhar mais para focar. Isso porque o texto nas telas digitais não é tão nítido quanto as palavras em uma página impressa.

Além disso, as telas digitais tendem a ter brilho, tornando ainda mais difícil para seus olhos focalizar corretamente. É mais provável que você desenvolva a síndrome da visão computacional se visualizar uma tela digital por 2 ou mais horas consecutivas.

Outros fatores de risco para fadiga ocular digital incluem:

  • olhando para uma tela digital todos os dias
  • má iluminação
  • um brilho ou reflexo em uma tela digital
  • problemas de visão não corrigidos (como hipermetropia ou astigmatismo)
  • óculos de prescrição incorretos
  • distância ou ângulo de visão incorreto
  • má postura ao sentar-se

Seus sintomas podem ser mais graves se você usar telas digitais regularmente por muitas horas por dia ou se já tiver uma doença ocular subjacente, como por exemplo a catarata. Nesse caso o uso dos óculos é obrigatório, podendo diminuir suas chances de fazer uma cirurgia de catarata.

Como aliviar a fadiga ocular digital?

Você pode reduzir ou prevenir o cansaço visual mudando a maneira como usa as telas digitais. Aqui estão algumas dicas que podem ajudar a proteger seus olhos do cansaço e do desconforto.

1. Ajuste o seu computador

Coloque a tela um pouco abaixo do nível dos olhos, cerca de 4 a 5 polegadas. Incline a parte superior da tela cerca de 10 a 20 graus para trás. Certifique-se de não inclinar o pescoço para cima ou para baixo para ver a tela.

2. Pisque frequentemente

Piscar ajuda a evitar que seus olhos sequem, espalhando umidade e muco em seus olhos. Se você não piscar com frequência suficiente, isso pode fazer com que seus olhos fiquem secos e irritados.

Olhar para um computador ou tela digital pode fazer com que você pisque com menos frequência do que deveria. Na verdade, de acordo com a Universidade de Iowa, você pisca 66% menos enquanto está em um computador.

Tente se lembrar de piscar frequentemente ao usar um computador ou outro dispositivo digital e faça pausas regulares na tela para descansar os olhos.

3. Reduza o brilho da tela

O brilho da tela ocorre quando a luz é refletida em sua tela. A luz geralmente vem de luminárias suspensas ou de janelas próximas. Feche persianas ou janelas para reduzir ou minimizar o brilho da tela.

4. Use os óculos certos

Se você usa óculos, certifique-se de que sua receita está correta. Usar a receita errada pode dificultar o foco correto dos olhos. Isso pode aumentar o risco de cansaço visual e dores de cabeça.

5. Faça pausas na rotina

Descanse por 15 minutos. Após 2 horas de uso contínuo da tela, descanse seus olhos por 15 minutos. Faça tarefas fora da tela. Durante cada intervalo, evite olhar para outra tela digital. Tente realizar tarefas que não sejam relacionadas à tela, como organizar a papelada ou dar um passeio.

Conclusão

A síndrome da visão computacional comumente afeta pessoas que usam telas digitais por longos períodos. Marque uma consulta com seu oftalmologista a cada ano para garantir que sua prescrição esteja correta. Fale com o seu oftalmologista se os sintomas de fadiga ocular persistirem ou piorarem.